Tresminas e Las Médulas são vizinhos de ouro com a mais-valia da internacionalização dos territórios mineiros romanos – TVR

Tresminas e Las Médulas são vizinhos de ouro com a mais-valia da internacionalização dos territórios mineiros romanos  – TVR

Com a barreira da distância a quebrar-se permitindo abrir os sentidos a tudo o que envolve os visitantes, verificámos que ambos são antigos territórios mineiros, são lugares onde há séculos se implantaram os castanheiros dando mantimento às comunidades locais ou se multiplicaram as plantas de mato rasteiras com evidência da urze.

Tresminas e Las Médulas estão ambos localizados no noroeste peninsular, a uma altitude de cerca de setecentos metros e distam entre si perto de duzentos quilómetros. Se considerarmos toda a área geográfica do império romano, estes territórios mineiros que nesse período histórico se encontravam em pleno funcionamento (exploração de ouro para cunhagem de moeda) são vizinhos de ouro na preservação de uma paisagem cultural e natural comum.

A 24 de janeiro, a convite da fundação Las Médulas, o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado, o diretor geral de património cultural da Junta de Castilla Y León, Enrique Sáiz e o diretor regional de cultura do Norte, António Ponte, realizaram, juntamente com técnicos especialistas, uma visita ao parque arqueológico de Las Médulas.

Com a parceria transfronteiriça entre Tresminas e Las Medulas, avança durante este ano a implementação de um protocolo que inclui medidas de valorização do legado romano na Península Ibérica com atividades conjuntas em áreas como a investigação, o turismo, e a divulgação. Segundo os responsáveis portugueses e espanhóis, o projeto cultural comum permite, desde logo, a internacionalização dos respetivos territórios e consequentes benefícios para ambas as partes.

Las Medulas é Património Mundial desde 1997 e há o propósito de alargar o complexo mineiro romano de Tresminas à respetiva classificação pela UNESCO, na categoria de Paisagem Cultural. Ainda que com diferentes sistemas de exploração aurífera, os territórios estão irmanados pela preservação da história e pelas vantagens socioeconómicas e culturais que se anteveem com o caminho que está a ser percorrido por portugueses e espanhóis.

Tresminas e Las Médulas são vizinhos de ouro com a mais-valia da internacionalização dos territórios mineiros romanos  – TVR

Fonte: C.M Vila Pouca de Aguiar

Categories: homepage, Internacional

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*