Há em Chaves uma Academia que dá espaço a modalidades menos praticadas

Há em Chaves uma Academia que dá espaço a modalidades menos praticadas

Começou com futsal e foi crescendo. Depois de um ano e meio de actividade, a Academia de Desporto de Chaves(ADC) já conquistou na cidade o seu espaço no ténis e basquetebol, e está agora a fomentar o voleibol. Objectivo passa por oferecer aos jovens flavienses modalidades menos praticadas.
Não foi um arranque fácil, com a entrada de poucos atletas para as ofertas existentes. Mas a verdade, é que, aos poucos, a Academia de Desporto de Chaves foi crescendo, ganhando novos elementos, treinadores e jovens, e prepara-se para, na próxima temporada, arrancar com competição.
“Completamos um ano no passado mês de Agosto. No princípio foi bastante difícil, não tínhamos muita recetividade, mas foram aparecendo. Tivemos mais crianças no futsal e no ténis, por alguma ligações que tínhamos aos treinadores”, conta Samuel Oliveira, um dos responsáveis pela ADC, recuando ao início do projeto.
Agora, mais de um ano e meio depois, a realidade é completamente diferente. A oferta da Academia resume-se a quatro modalidades: futsal, ténis, basquetebol e voleibol. No total, são mais de 60 jovens, rapazes e raparigas, divididas pelas quatro modalidades.
Para Clemente Oliveira, presidente e um dos treinadores, “a evolução tem sido extraordinária”. “Começamos os treinos com dois miúdos a participarem, e apenas com uma modalidade. Fomos evoluindo, e temos já muitos miúdos”, conta.
Da surpresa do basquetebol, à novidade do voleibol
“No final do ano de 2012 surgiu o interesse de algumas crianças em jogarem basquetebol”, conta Samuel Oliveira, explicando que a modalidade teve “uma grande adesão”, e que “tem sido a grande surpresa na Academia. Temos quase 20 crianças a praticar”.
Assim, para os responsáveis do projecto, “o basquetebol é um êxito”. “Ninguém acreditava que pudesse ressurgir e estão sempre a chegarem mais. Temos já um grupo de veteranos que treina semanalmente. Tem sido excelente”, atira Clemente Oliveira, treinador da modalidade de basquetebol.
A novidade mais recente da Academia de Desporto de Chaves é o voleibol. Um grupo de jovens manifestou o interesse em fazer parte do projecto, para que, num futuro próximo, possa existir também competição no voleibol.
“Temos mais uma modalidade, o voleibol, para já, apenas no feminino. Vieram falar connosco e aceitamos o desafio”, explica Samuel Oliveira.
Futsal e ténis em evolução
A modalidade mais “famosa” da ADC é o futsal. “Tivemos a fomentação da modalidade, que foi um pouco difícil, pois já há escolas de formação e algumas com bastante qualidade”, confessa Samuel Oliveira, explicando que é também um dos objectivos “demarcar a Academia da restante oferta”.
“Fazemos questão de ter sempre gente da área a trabalhar connosco e o futsal tem vindo a crescer bastante também. Temos participado nos encontros da Associação de Futebol de Vila Real, de Futsal Jovem”, conta o responsável.
Já o ténis, uma modalidade menos praticada na cidade, que a ADC oferece, “está em expansão”. “Temos várias idades. Fizemos uma parceria com o Ténis Clube de Chaves, juntamo-nos nos treinos. Não existe qualquer competição e isso é um entrave”, realça Samuel Oliveira.
“Há sempre o estereótipo que o ténis é uma modalidade elitista, o que não é verdade”, lembra Clemente Oliveira, explicando que ADC tem “um grupo de miúdos misto, rapazes e raparigas, com pernas para andar”.
Futuro “aberto” ao crescimento
“Estamos muito contentes com o que está a acontecer. Temos quatro modalidades a funcionar bem”, confia Samuel Oliveira.
A Academia de Desporto de Chaves é um projecto em crescimento, quer nas modalidades já existentes, quer em possíveis novas ofertas.
“Não temos em mente abrir uma nova modalidade, mas nunca se sabe o dia de amanhã. Se houver essa possibilidade, e condições para isso, iremos ponderar”, admite Clemente Oliveira, realçando que o objectivo é ter “um leque cada vez mais abrangente de praticantes de várias modalidades na cidade de Chaves”.
O espírito do projecto, resume-se, assim, a uma frase: “Um dos objectivos de formar a ADC foi de abrir vertentes diferentes, pois nem toda a gente tem jeito para jogar à bola”.

Diário Atual

Write a Comment

Your e-mail address will not be published.
Required fields are marked*